Search

Camaquã já confirma 10 focos de Aedes Aegypti em 2022

Foto: Google Maps
Foto: Google Maps

Somente neste ano de 2022, equipes já identificaram dez
endereços com focos do mosquito Aedes Aegypti em Camaquã. A informação foi
confirmada nesta sexta-feira (18), pelo Centro de Vigilância em Saúde da
Secretaria da Saúde da cidade.

– Siga a Acústica no Google notícias tocando aqui

Os dados constam em Boletim Epidemiológico sobre a situação
da vigilância entomológica. São informações que servem de alerta para evitar
que haja na cidade a propagação de doenças provocadas por este mosquito, como dengue,
febre de chikungunya e zika vírus.

Em 2022, até o final do mês de fevereiro já foram
identificados dez endereços com foco do vetor, sendo eles nos bairros: Centro,
Viegas e Dona Tereza.

Pode ser uma imagem de texto

– Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

O alerta vai de encontro com uma preocupação que ocorre a
nível estadual, devido as confirmações de casos de dengue neste ano. Porto
Alegre
já contabiliza 112 casos de dengue em 2022, sendo 109 contraídos na
cidade. Em todo o ano passado, foram 83 registros.

Assim como no restante do país, os casos de dengue
autóctones registrados no RS, em 2022, apresentaram sintomatologia clássica,
com prevalência de cefaleia, mialgia e febre na maioria dos casos.

Comparativo dos últimos anos em Camaquã:

Em 2018 foram identificadas 07 amostras positivas para Aedes
Aegypti
. No ano de 2019 o número caiu para seis. Já no ano de 2020, o número
saltou para 14.

O número de amostras positivas aumentou significativamente
em 2021 e chegou a 20 confirmações. Agora, em menos de três meses, Camaquã
tem dez registros em 2022.