Search

Cpers obtém liminar proibindo parcelamento de salários pelo governo do RS

img_4917_foto_1.jpg

O sindicato dos professores (Cpers) obteve liminar contra o parcelamento de salários pelo governo do Rio Grande do Sul. A decisão, definida pelo Tribunal de Justiça na terça-feira (15), foi comunicada nesta quarta pela entidade dos trabalhadores de ensino.

De acordo com o Cpers, a liminar foi pedida no mês de julho, mas havia sido negada. A partir do recurso, veio a decisão positiva, que destacou o “caráter alimentar do salário e a ilegalidade do procedimento adotado pelo Governo do Estado, em clara violação à Constituição Estadual”.

Os servidores estaduais prometem seguir acampados na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, por tempo indeterminado. Eles fazem protesto em razão da votação do pacote de projetos enviado pelo governo do Estado para a Assembleia Legislativa e também pela situação dos salários do funciona

A presidente do Cpers/Sindicato, Helenir Schurer,adiantou que uma nova assembleia será realizada no dia 22 na Praça para pressionar a Casa. Em razão dos bloqueios realizados na terça-feira, a votação desta tarde ocorre sem a presença de servidores nas galerias da Assembleia Legislativa. “Votaram escondidos”, disse Helenir sobre aprovação do projeto que cria previdência complementar.