Search
JUSTIÇA

Daniel Alves é condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por estupro na Espanha

Ex-jogador está preso preventivamente desde 2023
Foto: Reprodução/Tnani Badreddine/DeFodi Images via Getty Images
Foto: Reprodução/Tnani Badreddine/DeFodi Images via Getty Images

O ex-jogador de futebol da seleção brasileira Daniel Alves foi condenado, nesta quinta-feira (22), a sentença de 04 anos e 6 meses de prisão por estuprar uma mulher na boate Sutton, em Barcelona, em 2022. Divulgada pelo jornal catalão “La Vanguardia”, a sentença ocorre cerca de duas semanas após o término do julgamento, realizado entre os dias 05 e 07 de fevereiro.

O Tribunal de Barcelona levou em consideração as evidências e os depoimentos do prestados em julgamento, que provaram o abuso. Também foi imposto a Daniel Alves um período de cinco anos em liberdade vigiada, que deverá ser cumprido após a pena na prisão.

Daniel Alves ainda deve pagar uma indenização de 150 mil euros por danos morais e físicos e arcar com as custas do processo. A sentença, no entanto, está longe dos nove anos de prisão solicitados pelo Ministério Público.

Relembre o caso

O jogador foi preso preventivamente em Barcelona no dia 20 de janeiro de 2023, acusado por crime de estupro de uma jovem de 23 anos na boate de luxo Sutton.

Nesta denúncia, a vítima afirmou que, na noite dos fatos, estava na área VIP da casa noturna com amigas e que o suspeito a conduziu a um segundo local, alegando ser outra área VIP. No entanto, ela foi trancada em um banheiro, onde foi agredida e abusada pelo atleta.

Desde o ocorrido, Daniel Alves apresentou cinco versões distintas sobre o incidente, sendo de forma oficial a Justiça ou não, negando o crime em todas elas.

Tags: daniel alves