Search

Delegado detalha assassinato de jovem em São Lourenço do Sul

img_15524_foto_1.jpg

O delegado da Delegacia de Polícia (DP) de São Lourenço do Sul, Edison Ramalho, participou ao vivo do programa Primeira Hora desta segunda-feira (09), detalhando como ocorreu o crime que vitimou uma jovem grávida em São Lourenço do Sul. O titular da DP afirma não ter dúvidas de que André Kruger Bork, de 20 anos, premeditou o crime que vitimou Claudinei Santos, de 19 anos.

A jovem estava grávida de três meses e era mãe de um filho de sete meses. Ela foi vista pela última vez por familiares na noite de 17 de março, em um sábado, quando saiu de casa para ir a um baile no interior do município. Durante depoimento, o jovem relatou que Claudinei foi morta “antes do sol nascer” na madrugada do dia seguinte dentro do galpão de fumo da família. Peritos acreditam que a causa da morte tenha sido um disparo de arma de fogo, mas ainda não há confirmação.

“O autor do crime teve muito tempo para cavar a cova, que tinha cerca de um metro de profundidade. O crime ocorreu justamente quando os pais, com quem o jovem morava, estavam viajando para Santa Maria. O galpão ficava cerca de 10 metros da casa, se estivessem na residência, teriam ouvido o barulho”, detalha Ramalho.

Bork foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e foi encaminhado para o Presídio Estadual de Pelotas. Após a detenção, a prisão foi convertida pela Justiça em preventiva pelo crime de feminicídio.

Confira a entrevista na íntegra: