Camaquã
17°C
Camaquã
17°C
PEDÁGIOS

Deputado debate alternativa contra a prorrogação de contrato para concessionária de pedágios na Zona Sul

Daniel Trzeciak reuniu-se com o ministro dos transportes, Renan Filho nesta terça-feira (06)
Foto: Reprodução/ Gabinete
Foto: Reprodução/ Gabinete

Em entrevista para o programa Redação Acústica desta quarta-feira (08), o Deputado Federal, Daniel Trzeciak (PSDB) falou sobre a possibilidade de prorrogação do contrato da Ecosul até 2029 em troca da redução da tarifa do pedágio. Desde janeiro de 2024, a tarifa básica está com o valor de R$ 19,60, sendo considerada uma das mais caras da América Latina.

Na última terça-feira (06), o parlamentar reuniu-se com o ministro dos Transportes, Renan Filho, que acenou a prorrogação do contrato da Ecosul até 2029 em troca da redução da tarifa do pedágio, que hoje está em R$ 19,60 a cada passagem nas BRs 116 e 392. O ministro indicou que o valor poderia cair para um valor em torno de R$ 9, sem a exigência de obras e investimentos pela concessionária.

O deputado diz que não considera aceitável a prorrogação da concessão se o valor da tarifa não for radicalmente reduzido:

“Segue sendo caro, não precisamos de favor da Ecosul, queremos que o nosso direito de crescimento econômico acontece”, diz o parlamentar.

A proposta de prorrogação possibilita que a Ecosul fique mais cinco, sem obras de investimentos. Contudo, ainda não há nenhuma formalização de acordo.

Alternativas foram acionadas para reivindicar um preço e serviço justo, afirma o deputado. Processos foram ingressados no Tribunal de Contas da União e na Justiça Federal.

Confira a entrevista com o deputado Federal.

Tags: danieltrzciak, pedagio, Zona Sul