Search
Agricultura

Especialista destaca influência de El niño sobre safra 2023/24 na Costa Doce

Em entrevista, Emerson Peres alerta para previsão de estiagem no próximo ano
Foto: Diego Costa/Acústica FM
Foto: Diego Costa/Acústica FM

A poucos dias de encerrar o ano de 2023, os produtores agrícolas trabalham de forma intensa para concluir o plantio da safra 2023/2024. Em entrevista para a Acústica FM nesta quinta-feira (30), o engenheiro agrônomo, Emerson Peres destacou a influência dos fenômenos climáticos El niño e La niña sob a agricultura brasileira.

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Conforme o especialista, o El niño é o aquecimento das águas do Oceano Pacífico e o La Niña é o resfriamento das águas. Por meio destes efeitos ocorre uma distribuição instável nas chuvas dos hemisférios norte e sul.

Há períodos isolados, nos quais nenhum dos fenômenos atinge as regiões, mas acarretam em resultados instáveis:

“A safra 2019/2020 foi classificada como neutra por pesquisadores, mas houve a maior seca dos últimos 80 anos no Estado. Por isso é melhor saber claramente o que ocorrerá”, desta Peres.

A perspectiva para o Rio Grande do Sul 2023/2024 é de alta produção de soja, com uma alta demanda de chuvas em dezembro. As previsões indicam uma possível estiagem em fevereiro de 2024,

De acordo com o último senso do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), 77% dos produtores gaúchos concluíram o plantio da cultura do Arroz, sendo isto considerado um atraso no cronograma agrícola. Já a soja, Peres recomenda que o plantio seja concluído até o próximo dia 20, para evitar efeitos de estresse climáticos.

Confira entrevista na íntegra com o especialista agrícola.

Tags: Agricultura, arroz, elnino, Estiagem, lanina, Soja