Search
Camaquã
27°C
Camaquã
27°C
Educação

Estado da posse a mais de 1,3 mil professores aptos para o ano letivo 2024

Docentes iniciarão atividades na próxima semana
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após a nomeação de 1542 professores aprovados no último concurso público da Rede Estadual, 1334 deles foram considerados aptos para a posse, que ocorre de hoje (23), até sexta-feira (26). Eles assumirão os respectivos cargos diretamente nas Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) para as quais foram nomeados e iniciarão as atividades a partir da próxima semana.

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp clicando aqui!

Para os educadores estarem aptos a iniciar o ano letivo, eles passaram por avaliações médicas e psicológicas e apresentaram toda a documentação exigida para a posse. Além disso, eles receberam uma série de orientações.

A Secretaria da Educação (Seduc) também disponibilizou um guia com dicas de ferramentas, orientações para acesso às plataformas utilizadas, aos principais serviços, às formações educacionais e para utilização das novas tecnologias no desenvolvimento pedagógico dos estudantes.

Link do guia completo para os novos professores

Para a titular da Seduc, Raquel Teixeira, este processo seletivo é bastante significativo pois, após dez anos, novos profissionais passarão a integrar de forma definitiva a equipe de servidores das escolas estaduais:

“Tornar-se um educador é verdadeiramente inspirador e demonstra o comprometimento de cada um com o crescimento e o desenvolvimento da sociedade. Ser professor é ser um agente transformador. Estamos vivenciando um grande momento de celebração na história da educação gaúcha. Sejam todos bem-vindos à valorosa e qualificada equipe da Rede Estadual”, comenta Raquel.

Processo seletivo

O concurso público, cujo edital foi lançado em março de 2023, destinou-se para as áreas de Educação Básica, Educação Profissional e Educação Indígena. As vagas foram distribuídas entre as 30 CREs. O resultado final está disponível no site do Instituto AOCP.

De forma inédita, o processo seletivo atendeu às exigências do Decreto 56.229/2021 e reservou vagas para pessoas com deficiência, indígenas, negros e transgêneros.

Fonte: Ascom/Seduc

Tags: Educação, professor