Search

Exportações de carne de frango mantém alta de 9,08% em 2021

Foto: Manoel Petry/Divulgação ABPA
Foto: Manoel Petry/Divulgação ABPA

A Associação Brasileira de
Proteína Animal (ABPA) divulgou os dados das exportações brasileiras de carne
de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados)
totalizando 4,198 milhões de toneladas entre janeiro e novembro deste ano. Os números
superam em 9,08% as vendas registradas no mesmo período do ano passado, com
3,849 milhões de toneladas.

Em receita, as exportações de
carne de frango acumulam alta ainda mais expressiva no mesmo período, chegando
a 25,3%. Ao todo, foram US$ 6,944 bilhões registrados nos onze primeiros meses
de 2021, contra US$ 5,543 bilhões no ano anterior.

Considerando apenas o mês de
novembro, foram exportadas 334,7 mil toneladas de carne de frango, número 4,5%
menor que o efetuado no mesmo período de 2020, com 350,7 mil toneladas.

Por outro lado, a receita dos
embarques de novembro cresceu 26,9%, com US$ 605,3 milhões neste ano, contra
US$ 476,8 milhões no décimo primeiro mês de 2020.

“O Brasil se encaminha, de fato,
para o recorde histórico nas exportações de carne de frango, muito
possivelmente ampliando a distância em volume para os principais concorrentes.
Isto reforça o papel do País como importante player em favor da segurança
alimentar”, completa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Principais mercados — Entre os
principais destinos das exportações no ano está o Japão, com 403,5 mil
toneladas exportadas, 8,8% a mais que o embarcado no mesmo período de 2020,
além dos Emirados Árabes Unidos, com 344 mil toneladas (26,4%), África do Sul,
com 268,8 mil toneladas (13,3%), União Europeia, com 178,7 mil toneladas (+14%)
e Filipinas, com 154,8 mil toneladas (158,7%).

“As vendas de produtos de maior
valor agregado foram mais representativas na pauta externa de carne de frango
do Brasil, tendo influência direta na receita de exportações de novembro e dos
demais meses do ano”, avalia o diretor de mercados da ABPA, Luis Rua.

Rio Grande do Sul — Assim como o
Brasil, o Rio Grande do Sul se encaminha para um recorde histórico de
exportação de carne de frango, tanto em volume quanto em receita.

Nos onze primeiros meses deste
ano, o saldo em dólares das exportações ultrapassou a barreira do bilhão,
chegando a US$ 1,074 bilhões. O número é 28,75% superior ao obtido no mesmo
período de 2020, quando o resultado foi de US$ 834,85 milhões. Os embarques
foram de 645,84 mil toneladas, leve alta de 4,52% em relação ao volume
exportado no mesmo período do ano passado, que foi de 617,93 mil toneladas.

Em novembro, a receita dos
embarques alcançou US$ 97,28 milhões, 27,51% a mais que o registrado no mesmo
período de 2020, quando obteve US$ 76,29 milhões. O volume, porém, foi 4,08%
inferior, passando de 58,09 mil toneladas no ano passado para 55,72 mil
toneladas no penúltimo mês de 2021.

Sobre a ABPA — A Associação
Brasileira de Proteína Animal (ABPA) é a representação da avicultura e da
suinocultura do Brasil. Juntos, estes setores geram 4 milhões de empregos
diretos e indiretos (500 mil apenas nas fábricas), em mais de 200 unidades
produtoras espalhadas por todo o país. A entidade conta com mais de 130
associados de toda a cadeia produtiva, responsáveis pela produção e exportação
de carne de frango, carne suína e ovos, além de material genético e outros
produtos.