Search
Camaquã
21°C
Camaquã
21°C
Prevenção

Festa da virada: saiba como agir em casos de queimadura por fogos de artifício

Mesmo silenciosos, os artefatos que colorem o céu geram preocupação
Foto: Valerio Weege / Acústica FM
Foto: Valerio Weege / Acústica FM

A festa da virada de Ano Novo é tradicionalmente marcada pelos fogos de artifício. Um espetáculo que, de modo geral, é amado ou odiado pelas pessoas. No entanto, mesmo silenciosos, os artefatos que colorem o céu geram outra preocupação: as queimaduras.

Na capital paulista, o Hospital Municipal Doutor Cármino Caricchio, no bairro de Tatuapé, conta com uma equipe especializada nesse tipo de atendimento. De janeiro até novembro, o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) atendeu 98 pacientes vítimas de queimaduras por fogos de artifício. Nos primeiros 11 meses do ano passado, foram contabilizados 103 atendimentos e, durante todo o ano de 2022, 115 pacientes foram atendidos.

A equipe do CTQ é composta por cirurgiões plásticos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, psicólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, assistente social e nutricionista. O coordenador do centro, o médico André Toshiaki Nishimura, explica que quanto menos doloroso mais grave o ferimento, ao contrário do que se poderia supor:

“Quando se tem queimadura, você não tem em uma profundidade só. O centro da ferida é mais acometido e você tem um halo em outra região e também uma mais periférica. O nível de dor é inversamente proporcional à queimadura. Quanto mais superficial, mais dói. Quando a queimadura é mais profunda, atinge a terminação nervosa e geralmente se sente menos dor, o que é um mau sinal. Quando é mais funda, fica mais esbranquiçada, como se fosse uma carapaça e, quando é mais superficial, mais rosa. Queimadura de segundo grau faz bolha”, detalha o coordenador.

Por isso, o que se orienta é que a vítima busque lavar a região, com água corrente, e a envolva com um pano limpo ou um filme plástico. Toalha, por exemplo, não é uma boa alternativa: 

“A primeira coisa é esfriar a região, porque o resquício de pólvora pode continuar queimando”, esclarece ele.

Recomendações

As queimaduras por fogos de artifício podem ser graves e até mesmo fatais. Para evitar acidentes, é importante tomar alguns cuidados, como:

  • Não manipular fogos de artifício sem supervisão de um adulto responsável;
  • Seguir as instruções de uso e armazenamento descritas na embalagem;
  • Não soltar fogos de artifício na direção de outras pessoas e de animais;
  • Manter distância das pessoas que estejam soltando fogos de artifício;
  • Não deixar crianças sozinhas perto de fogos de artifício.

Primeiros socorros para queimaduras

  • Limpar a área afetada com água corrente até retirar o resíduo do material que causou a queimadura;
  • Após a limpeza, aplicar uma compressa fria no local e procurar atendimento médico;
  • A plataforma Busca Saúde informa qual a unidade de saúde mais próxima para atendimento.

 

Fonte: Agência Brasil

Tags: festas fogos