Search

Governo do Estado decide abonar ponto de professores grevistas

img_5106_foto_1.jpg

O governo do Estado concedeu, nesta terça-feira (29), o abono do corte de ponto aos professores que estavam em greve devido ao parcelamento de salários. O secretário da Educação, Vieira da Cunha, se reuniu com o governador no Palácio Piratini e firmou um acordo com a diretoria do Centro de Professores do Rio Grande do Sul (Cpers).

O encontro ocorreu no gabinete da presidência da Assembleia Legislativa.

Pela proposta apresentada, está prevista uma folha de pagamento complementar – que será paga até sexta-feira – para os cerca de 17 mil professores que sofreram corte no ponto. Das 18.148 matrículas do Estado que tiveram corte em razão da greve, 97,5% são do magistério.

A direção do Cpers se compromete a recuperar as aulas perdidas, nas escolas que ainda não estão fazendo, a partir do próximo sábado. Segundo a presidente da entidade, Helenir Schürer, será feito contato com todas as direções para que apresentem uma mudança no calendário letivo aos conselhos escolares para que a recuperação seja imediata.

Não estão descartadas aulas nos sábados, feriados ou em turno inverso, dependendo da escola.

Segundo levantamento da Rede Gaúcha Sat, os alunos de escolas em greve tiveram 14 dias parados e outros 15 com turnos reduzidos. Além disso, nos dias 15 e 22, alguns colégios também tiveram prejuízos em razão de paralisação de professores que acompanharam votações na Assembleia Legislativa.