Search
Tapes

Homenagens marcam os 26 anos da Festa da Oxum de Tapes

Certificados “Oxuns da Costa Doce" foram entregues durante evento
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Associação da Festa da Oxum de Tapes (AFOT), em conjunto com o Museu Antropológico do Rio Grande do Sul, com apoio da Prefeitura de Tapes, realizou no dia 21 de julho, as celebrações alusivas a comemoração dos 26 anos da realização da Festa da Oxum no município de Tapes.

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui! 

A programação contou com a participação de integrantes da AFOT, do Museu Antropológico do Rio Grande do Sul, religiosos da matriz africana e representantes do Executivo Municipal, entre eles o prefeito Luiz Carlos Coutinho Garcez.

Entre as atividades estava a solenidade de entrega dos certificados “Oxuns da Costa Doce” concedidos a pessoas que contribuíram e fazem parte do surgimento da Festa da Oxum e do Santuário da Oxum em Tapes, que é um dos municípios pioneiros na realização desta festividade. A entrega dos certificados foi realizada por integrantes do Museu Antropológico do RS como reconhecimento ao trabalho de preservação da cultura do povo africano.

No Balneário Pinvest, na companhia de religiosos, os integrantes do Museu Antropológico do RS visitaram o Santuário da Oxum, conhecida como Senhora das Águas Doces. Outro local visitado foi o Quilombo Chácara da Cruz, localizado no Bairro Arroio Teixeira, o qual possui forte ligação com as religiões de matriz africana e suas ancestralidades.

Ao meio dia, no Camping Municipal, foi oferecido pela AFOT em conjunto com as demais representações religiosas de matriz africana, um delicioso almoço que teve como prato principal comidas típicas da África.

O grupo também visitou a Fazenda Três Irmãos, onde fez um “tour” pelas suas belezas naturais e conheceu a história centenária dos butiazais, que deverão virar Patrimônio Imaterial do RS.

Tags: Região, Religião, Rio Grande do Sul, Tapes, Variedades