Search
Camaquã
30°C
Camaquã
30°C
Saúde

“Não há necessidade de madrugar, cada paciente vai passar pelo acolhimento”, diz secretário sobre atendimentos nas UBSs

Luciano Pereira falou sobre a marcação de consultas nos postos de saúde e o acompanhamento pediátrico
Foto: Bruno Bonilha/ Acústica FM
Foto: Bruno Bonilha/ Acústica FM

O secretário municipal de saúde de Camaquã, Luciano Pereira Dias, concedeu entrevista na manhã desta sexta-feira (19), para o Programa Primeira Hora. Em pauta, o gestor falou sobre o atendimento a comunidade nas unidades básicas de saúde (UBS), pediatria e a inauguração do novo Centro de Atenção Psicossocial Harmonia da Infância e Adolescência (CAPS IA).

Questionado sobre o sistema de atendimento nas unidades básicas de saúde (UBS), o secretário diz que todas as comunidades recebem o acolhimento no posto de referência, mas enfatiza a necessidade de o paciente passar pela triagem:

“Não há necessidade de madrugar, cada paciente vai ser atendido na UBS. Eles vão passar pelo acolhimento da enfermagem. Há um turno semanal que se dedicamos exclusivamente para as gestantes. No acolhimento vamos realizar uma entrevista com o paciente e verificar os sinais vitais. Esses pacientes vão estar numa linha de cuidado, o que apresentar uma emergência maior naquele momento, a gente preconiza a gravidade de cada caso, o médico estará ali a tarde.”, diz Pereira.

O município possui mais de 10 UBSs, junto a unidade de pronto atendimento (UPA) e o centros de atendimento voltados para a saúde mental. Conforme orientação da secretaria, as pessoas devem buscar o atendimento na unidade de referência ao seu bairro e fazer a triagem dos sinais vitais.

No cronograma de atendimentos semanais, a secretaria oferta o acompanha o atendimento pré-natal para gestantes de Camaquã. Os recém-nascidos entram automaticamente no Programa Primeiro Abraço, assim recebem o acompanhamento pediátrico através das UBS.

Confira a participação do secretário.

Tags: Saúde, UBS