Search

Reunião deve definir local de instalação de fábrica em Camaquã

img_5216_foto_1.jpg

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do RS (Sdect), Fábio de Oliveira Branco, falou ao vivo no programa “Primeira Hora” sobre a instalação da empresa Davanti Energia Solar em Camaquã. O investimento de R$ 30 milhões no município resultará inicialmente em 25 empregos diretos e 20 indiretos. O empreendimento foi anunciado nesta terça-feira (6). Uma reunião entre prefeitura e empresa, marcada para as 10h30 de hoje, deve tratar sobre os detalhes e local do empreendimento.

A empresa irá instalar uma fábrica de módulos fotovoltaicos, utilizados para geração de energia solar. O projeto foi captado pela Sdect, por meio da Sala do Investidor, que atuou desde a definição do município, baseado nos quesitos apresentados pela empresa, até a viabilidade financeira do empreendimento, intermediando com os bancos as negociações para financiamento.

“É um investimento importante, além de melhorar as condições de emprego e renda. Eu fiquei muito feliz por ser um investimento de uma empresa que quer investir em energia renováveis e placas fotovoltaicas. Hoje a necessidade de gerar energia mais barata, eficiente e ambientalmente recomendada”, salientou o secretário.

Ouça entrevista com o secretário: 

Nos próximos dias será assinado um protocolo de intenções entre o governo do Estado e a Davanti para firmar os compromissos de ambas as partes. Segundo Branco, a fábrica deve iniciar as operarações em 2017.

Segundo Branco, Camaquã foi citado devido às necessidades da empresa. Ele ainda explica que o município é uma cidade estratégica, próximo à BR 116, ao porto de Rio Grande e a Região Metropolitana. “Hoje tem uma reunião na prefeitura municipal para resolver a situação da área, e a empresa gostou bastante de organizarmos tudo e prestar agilidade”, enfatizou Branco.

O secretário finalizou dizendo que o Estado não irá medir esforços e irá colocar tudo à disposição para que a empresa se sinta valorizada. “Vamos ter pés no chão, sem criar falas expectativas, mas vamos continuar trabalhando para isso”.