Search
Camaquã
27°C
Camaquã
27°C
Segurança

Rio Grande do Sul tem mais de 300 municípios sem efetivo do Corpo de Bombeiros

Em entrevista, o Presidente da Associação de Bombeiros Voluntários detalha ações da entidade no Estado
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira (08), o Diretor-Presidente da Associação Nacional dos Bombeiros Voluntários, Anderson Jociel da Rosa concedeu entrevista para a Rádio Acústica FM. Em pauta, foram debatidas a carência na demanda de bombeiros no Estado e no país, e o Projeto que institui a Lei Orgânica Nacional das Polícias Militares.

Receba todas as notícias da Acústica no seu WhatsApp tocando aqui!

Os Bombeiros Voluntários atuam no Estado desde 1977, distribuídos com o objetivo de preencher a demanda nos municípios em que não há quarteis de Bombeiros Militares:

“No Rio Grande do Sul são mais de 300 municípios que não possuem o Corpo de Bombeiros, no Brasil são mais de 80% das cidades, independe de ser militar ou voluntário”, diz o gestor.

Segundo Jociel, hoje as unidades de bombeiros voluntários são mantidas através de parcerias público privadas. Existem leis federais que promovem esse fomento, ele cita a Lei 13.019 e parcerias com a comunidade, como doações através da conta de luz.

A formação para ingressar no grupo de voluntários ocorre através de uma capacitação de seis meses, mas de acordo com a linha de atuação pode se estender. Há unidades que além de atuar no combate a incêndios coordenam o serviço de atendimento móvel de urgência, equipes de mergulho ou profissionais de alturas, com isto o prazo de capacitação se torna variável.

Confira a entrevista com o Diretor-Presidente da Associação Nacional dos Bombeiros Voluntários, Anderson Jociel da Rosa:

Tags: Bombeiros, Bombeiros Voluntários