Search

São Lourenço do Sul e Canguçu contabilizam prejuízos após temporal

img_15086_foto_1.jpg

O programa Primeira Hora desta quarta-feira (28) entrevistou o prefeito de São Lourenço do Sul, Rudinei Harter (PDT) e Marcus Vinicius Pegoraro (PMDB), prefeito de Canguçu. Os municípios que sofrem com a estiagem, foram atingidos pelo forte temporal de granizo na tarde desta terça-feira (27). Canguçu e São Lourenço do Sul contabilizam os estragos causados pelo forte temporal de granizo.

Em São Lourenço o granizo caiu no lado Oeste da cidade e afetou mais de 500 famílias, principalmente no interior do município. Mais de 400 metros de lonas forma distribuídas ainda na terça-feira. Plantações de milho, soja, hortifrutigranjeiros e o fumo que ainda não tinha sido colhido foram perdidos. Animais domésticos morreram com o temporal. Os cálculos dos estragos estão sendo realizados pela Defesa Civil, prefeitura e Emater. “Foi uma destruição total do resto que ainda sobrava com a estiagem”, lamenta o prefeito Rudinei Harter, destacando que o prejuízo da estiagem se aproxima de R$ 160 milhões.

Em Canguçu, a prestação de auxílio às famílias afetadas pelos 15 minutos de granizo e vento seguia até a manhã desta quarta. Os bairros Vila Fonseca e Pedreira foram os mais atingidos. No interior, plantações de milho, soja e fumo foram distribuídas. Mais de mil metros de lonas já foram distribuídos. Dezenas de famílias tiveram os telhados de suas casas destruídas. Os bairros mais atingidos foram Vila Fonseca e Pedreira. “Residências e lavouras foram muito afetadas”, destaca Marcus Vinicius Pegoraro, prefeito de Canguçu.

Os dois municípios já haviam decretado situação de emergência em função da estiagem e devem, após levantamentos, fazer novos decretos de emergências devido aos estrados do temporal.

Confira as entrevistas na íntegra: